AVIÕES X PASSAGEIROS - Uma repetição moderna do enigma "Decifra-me ou te devoro"?
- Anúncios -
Compartilhe:

Pobre viajante de avião! A transformação da aviação em transporte de massa alterou também a rotina dos passageiros. Antes aeroportos e aviões eram frequentados por poucos, o que permitia um tratamento personalizado. Hoje, com multidões que diariamente embarcam e desembarcam, isto se tornou impossível.

Neste novo contexto, cada vez mais o usuário vai ter que interagir com recursos tecnológicos e menos com pessoas. Totens de autoatendimento e auto despacho de bagagens, personagens que há pouco tempo inexistiam nos terminais, agora se tornaram padrão.

MULTIPLICAÇÃO – o crescimento exponencial da aviação impede um tratamento personalizado ao passageiro.

Não é fácil se atualizar com as máquinas e processos, que parecem mudar num piscar de olhos. Confusos e pouco amigáveis, até os novos ambientes assustam mesmo o mais experiente viajante de avião.

A situação exige um jogo de cintura que poucos conseguem acompanhar. Eis algumas dicas básicas de passageiros experientes para encarar as etapas da viagem.

Antes de sair

– Reservas – Não compre passagem por impulso. Pesquisas em sites podem indicar que ida e volta da mesma companhia sai mais caro que dois trechos com empresas diferentes. Da mesma forma, preços variam muito em função dos dias e horários. Se puder, opte por embarcar no contra fluxo, como no meio de feriados ou horas de baixa frequência. Por exemplo: um avião que sai numa 2a feira de carnaval do Rio para São Paulo custa menos que o de véspera de feriadão para destino turístico.

Bagagem – pouco peso não é só evita cobrança de carga despachada, mas também perdas, roubos ou estragos. Para evitar que a mala se desequilibre quando cheia, coloque itens mais pesados no fundo, perto das rodinhas.

MALA SEM ALÇA – viajar com pouca bagagem evita pagar com o despacho e torna a experiência do voo menos estressante.
Embarque

– Segurança –  para fugir do perrengue de esvaziar bolsos e tirar relógio, pulseiras, colares, cintos etc, e perder tempo no raio raio X, coloque antes pertences em bolso ou compartimento. Para não ter que jogar líquidos fora, leve uma garrafa vazia para encher com água na área de embarque.

– Compartimentos a bordo – para quem embarca por último na fila, é melhor garantir lugar para bagagem logo que achar, ainda nas primeiras fileiras da cabine. Com o avião lotado, pode não sobrar espaço acima de sua poltrona, nem mesmo perto de você.

– Comida – principalmente em viagens longas, é melhor o viajante de avião trazer a própria boquinha para não depender apenas da comida de bordo, quase sempre ruim, inexistente ou cobrada.

– Dispositivos portáteis – leve sempre os seus equipamentos, pois serão úteis não só enquanto aguarda o voo no aeroporto. Nem sempre o entretenimento a bordo funciona bem, tem boa qualidade, ou dispõe de conteúdo de seu interesse. A vantagem é assistir os vídeos pré-gravados que escolheu, e provavelmente com padrão de reprodução superior ao do avião.

– Fones e cabo USB – fuja dos fones de ouvido básicos oferecidos nos aviões, geralmente de qualidade duvidosa. Leve os seus, junto com cabo para recarga dos dispositivos, disponível tanto nos aeroportos como cada vez mais junto aos assentos dos aviões.

DISPOSITIVO A BORDO – não saia para voar sem levar o próprio equipamento.

– Overbooking – pelo modelo de reservas adotado pelas companhias aéreas de todo o mundo, sempre se fazem mais reservas do que os lugares disponíveis. Para evitar problemas, faça check-in antecipado, que indica para a empresa a sua firme intenção de embarcar no voo.

Voos cancelados – evite cotoveladas e empurrões no tumulto de dezenas de passageiros estressados em busca de informações e reagendamentos nos balcões da companhia. Basta ligar dali mesmo para o atendimento ao cliente da empresa que, com o mesmo acesso ao sistema, pode fazer com tranquilidade as alterações necessárias.

Desembarque

– Imigração – fale o mínimo possível, pois não adianta puxar conversa ou ser simpático com os agentes. Eles são treinados para serem duros e objetivos no trabalho.

Viajantes de avião, uni-vos!

É evidente que as dicas não se extinguem aqui. Com certeza você tem outras sugestões compartilhar com a comunidade de viajantes, na busca de melhores experiências de voo.

CHEGA DE STRESS – está na hora de resgatar a tranquilidade das viagens aéreas que existia no passado.
Compartilhe:
- Anúncios -
Artigo anteriorBlogueiro de turismo: gato ou lebre?
Próximo artigoGANHAMOS O PRÊMIO ABEAR DE JORNALISMO!
Para quem não me conhece, sou Fabio Steinberg, carioca, administrador e jornalista. Trabalhei na área de comunicação de grandes multinacionais, e depois por conta própria como consultor. Um dia achei que estava na hora de me concentrar em escrever. Entre matérias jornalísticas e colunas, já falei sobre viagens e negócios, carreiras e comportamento, fiz resenha de livros e sempre que posso sobre tecnologia e como ela afeta o comportamento das pessoas. Ah, sim, também publiquei três livros e tenho um site com os meus principais textos. Até que resolvi juntar as pontas, da experiência profissional à paixão por temas tão fascinantes e diversificados, em um único caldeirão. Foi assim que nasceu este lugar. Através do jornalismo e experiencia pessoal, minha meta é compartilhar aqui idéias e informações. Espero que goste e volte sempre. Dividir este espaço com você e todos que aparecerem por aqui será não só gratificante, mas uma honra! Um abraço, Fabio Steinberg

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here